estratégia rede social

Posted on 4 de Agosto de 2014 por

2


7 ingredientes da estratégia de marketing para a rede social imagem de destaque

7 ingredientes da estratégia de marketing para a rede social

Se não tens uma estratégia definida para a rede social, então não saberás se estás a fazer bem ou não, o que tentas atingir, o que medir, assim, não saberás determinar o retorno do teu investimento (ROI).

A criação de uma estratégia para a rede social continua a ser um grande desafio para a maioria: 83 % dos marketers inquiridos admitiram que a estratégia para a rede social é ainda o seu maior desafio!

7 ingredientes da estratégia de marketing para a rede social, Marketing Social, Estratégia de marketing, Rede Social, Vantagens das redes sociais

7 ingredientes da estratégia de marketing para a rede social

Vimos anteriormente as 6 perguntas que orientam a tua estratégia de marketing nas redes sociais. De forma a complementar as minhas recomendações, neste artigo vou apresentar-te os ingredientes principais que deves incluir na tua estratégia para as redes sociais.

1. Marca

A tua marca tem que ser consistente em todos os canais. Isto significa que o mesmo nome, as mesmas cores, os mesmos símbolos, … que fazem parte do guia da tua marca, têm que ser usados também nas redes sociais.

Só que nas redes sociais temos que considerar um ponto importante que geralmente não faz parte do guia de marca: o tom de “voz”. Qual deverá ser o tom de voz que irás usar na rede social? Quem deverá representar a marca? Por exemplo, segundo um estudo recente, 84% dos inquiridos consideraram que relacionarem-se com o CEO da empresa nas redes sociais contribui para um aumento da fidelização da marca.

2. Conteúdo

Se vais comunicar e partilhar informação nas redes sociais, sobre o que irás falar? O conteúdo é o meio que ajuda a relacionar-te, quer nas conversas, quer na divulgação de recursos úteis partilháveis, e que traz benéficos de longo-prazo para a presença da tua empresa nas redes sociais.

Conteúdos não são apenas os artigos que colocas no teu blogue, ou as fotos e vídeos que publicas. Deves pensar também nas apresentações, infográficos, e mesmo nas discussões (tais como os grupos da LinkedIn) – todos estes tipos de conteúdo devem ser considerados na tua estratégia para as redes sociais.

Eu tenho vindo a escrever com regularidade em vários blogues, como por exemplo no “Marketing Digital Portugal”, pois investir num blogue é obrigatório. Um estudo mostra que 62% dos marketers investem em blogues (2013). A minha experiência pessoal comprova que um blogue ajuda a encontrar clientes e aumenta a exposição ao mercado-alvo.

A tua empresa tem algum blogue e são publicados artigos regularmente? Está integrado totalmente com a tua estratégia para as redes sociais?

3. Curadoria

Se nas redes sociais só falas sobre ti, ninguém irá querer ouvir-te. Só quando começares a curadoria de conteúdos que interessam aos teus seguidores é que a tua audiência irá crescer. Tem ainda o benefício de estabelecer-te como um especialista, tal como demonstra o estudo em que 85% dos marketers reconheceram a curadoria de conteúdos como uma ferramenta muito importante para o alcance desse objectivo.

Será que a tua estratégia para as redes sociais inclui as fontes que planeias utilizar na curadoria de conteúdos – bem como de que forma planeias alavancar as tuas actividades de curadoria de conteúdos? Não te esqueças que o “crowdsourcing” de conteúdos é também uma excelente forma de curadoria – especialmente se vem dos teus próprios fãns!

4. Canais

Que canais ou redes sociais serão usados pela tua empresa? Não podes estar presente em todas as redes sociais, por isso deves decidir que redes sociais irás usar – e deves criar as melhores práticas internas e planos tácticos para cada uma dessas redes sociais – será uma parte substancial da tua estratégia nas redes sociais.

Enquanto a maior parte das empresas se concentram nas redes sociais estabelecidas, tais como o Facebook, Twitter, Google Plus, Pinterest ou Instagram, pode ser importante considerares para a tua empresa as redes sociais de nicho.

5. Frequência

Não há duas redes sociais iguais, e como não tens recursos ilimitados, tens que decidir quanto tempo vais dedicar em cada plataforma. Isso irá também ajudar-te a medir o teu retorno, bem como a maximizar o ROI para o tempo e recursos despendidos em cada plataforma.

Se estiveres a publicar com muita frequência não significam necessariamente que a tua presença nas redes sociais seja mais efectiva. Publica estrategicamente. Por exemplo, alguns estudos mostram que se publicares duas vezes por dia no Facebook, essas publicações apenas recebem mais 57% de “gostos” e 78% de comentários do que recebe uma simples publicação.

Estás a utilizar as métricas para afinares a tua frequência de publicações para cada rede social de modo a maximizares a eficácia das tuas publicações?

6. Relacionamento

O relacionamento deve ser considerado nas duas formas: proactivo e reactivo. Embora a maioria das empresas até consiga um bom desempenho no relacionamento proactivo com o seu próprio conteúdo, é igualmente importante que tu consigas um relacionamento proactivo com os teus novos fãs, bem como um relacionamento reactivo com aqueles que se relacionam com as tuas actualizações.

Um aspecto importante sobre o relacionamento que deves ter em consideração. O relacionamento deve ser uma táctica que irá ajudar-te a atingir o teu objectivo, não o objectivo em si.

Por isso, coloca a seguinte pergunta a ti mesmo: o esforço investido no relacionamento com os teus fãs em cada rede social é recompensador?

7. Ouvir

Ouvir é muito mais do que simplesmente estar atento às queixas dos clientes. Cada relacionamento com um fã na rede social é uma oportunidade de ouro, e ser bom ouvinte ajuda-te a perceber as necessidades dos teus clientes, bem como permite-te identificar tendências para os teus produtos e serviços.

Dai ser importante implementares uma estratégia de audição – deverá fazer parte da tua estratégia para as redes sociais.

Será que a tua empresa tem uma estratégia de audição?

8. Campanha

Afinal, o que é uma “campanha” nas redes sociais? Pensa nela menos como uma campanha de marketing promocional e mais como uma experiência para conheceres melhor – ou para te relacionares melhor – com os teus seguidores nas redes sociais.

É por isso que eu acredito que é importante criares campanhas numa base regular, na mesma plataforma e/ou conteúdo especifico. Isso irá ajudar-te na medição da eficácia da campanha e no seu planeamento.

Será que a tua empresa está a experimentar não apenas campanhas diferentes em redes sociais diferentes, mas também com diferentes tipos de campanhas que são mais adequadas para cada canal?

9. Influenciadores

A amplificação da tua mensagem via influenciadores ajuda-te a aumentar a eficácia da tua presença nas redes sociais. A tarefa de identificares quem é o “influenciador” correcto não é trivial. Podes usar a ferramenta Klout para encontrares os influenciadores.

Será que a tua empresa está a conseguir identificar os influenciadores correctos – para os objectivos definidos?

10. Evangelizadores da marca

A tua estratégia para as redes sociais tem que considerar as formas como ti irás relacionar-te com os fãs evangelizadores da tua marca – e como os recompensar.

Os evangelizadores da tua marca são críticos porque, como todos sabemos, a maioria das pessoas confiam nas recomendações da sua família e amigos.

Como está a tua empresa a relacionar-se (e a recompensar) os evangelizadores da tua marca?

11. Gestão de crises

Uma empresa tem que estar sempre preparada para o pior. Assegura-te que tens um plano de comunicação para as situações de crise e que inclui uma mensagem para cada rede social em que estás presente.

Um estudo sugere que 76% das crises nas redes sociais poderiam ter sido minimizadas ou evitadas caso existisse um plano de comunicação apropriado.

Será que tu integraste completamente as redes sociais no teu plano para gerires situações de crise?

Estes 11 pontos são a tua base para criares um plano para as redes sociais. Tem em consideração que a tua prática do dia-a-dia irá permitir-te rever e eventualmente adicionar outros aspectos que possas identificar como importantes. Tendo em conta os teus próprios objectivos e as especificidades da tua organização, poderás melhorar a lista que te apresentei.

Será que o teu plano para as redes sociais incluía todos estes aspectos? Será que me esqueci de algum ponto importante? Partilha a tua experiência comigo, utilizando a secção dos comentários.

Irina Portugal / Analista de Media Social

© Marketing Digital Portugal, Leiria

Advertisements