Financiamento através de Crowdfunding

Posted on 23 de Abril de 2014 por

1


Financiamento através de Crowdfunding, imagem de destaque, como começar negócio online

Como começar negócio online: Etapa #29, Financiamento através de Crowdfunding

Hoje um dos maiores problemas que os empreendedores enfrentam é o acesso ao crédito. Na etapa de hoje vou ajudar-te a responder à questão: “eu tenho uma ideia de negócio online, mas não tenho dinheiro suficiente para começar”. Nesta etapa irei explicar-te como podes conseguir o financiamento para o teu negócio online.

Na etapa #2 analisámos os recursos que necessitas e expliquei-te que embora possas começar sem gastar dinheiro, geralmente necessitas de um valor mínimo para começares.

Se não tens o dinheiro suficiente, poderás pensar em recorrer a um crédito bancário, pedir ajuda a um familiar, vender alguns bens que já não necessitas, … Estas são as formas tradicionais utilizadas pelos empreendedores para financiares os seus projectos. Mas dispões de outras alternativas viáveis.

Uma forma inovadora de ultrapassares a dificuldade de acesso ao crédito, e conseguires reunir um fundo monetário suficiente, é o método de financiamento “Crowdfunding”. Esta forma de financiamento veio revolucionar a maneira como os empreendedores conseguem angariar recursos financeiros para a sua ideia ou start-up.

Financiamento através de Crowdfunding, como começar negócio online

Financiamento através de Crowdfunding

Crowdfunding é a recolha de fundos para financiar uma iniciativa ou projecto suportado por muitos apoiantes, a “crowd”. Geralmente cada apoiante contribui com uma pequena quantia utilizando uma plataforma web, como por exemplo a plataforma “Kickstarter”. Só esta plataforma já apoiou mais de 64 mil projectos, num valor superior a 240 milhões de dólares.

Atenção que nem todos os projectos ou ideias conseguem ser bem sucedidos. Apresento-te a seguir um guia de como podes aumentar a taxa de sucesso no Crowdfunding. Explico-te ainda quais as plataformas web que se encontram disponíveis para um negócio online.

Como funciona o Crowdfunding

Existem disponíveis diversas plataformas web de Crowdfunding, mas todas elas funcionam basicamente da mesma maneira.

Tu publicas uma descrição do teu projecto, escolhes um nível de financiamento (25€, 50€, 100€, …), bem como a recompensa que os apoiantes recebem em cada nível.

E funciona!

Até Julho de 2013, cerca de 50% dos projectos no Kickstarter conseguiram o financiamento. Não é nada mau!

Mas podes aumentar as tuas chances se seguires os conselhos que te apresento a seguir e que são características comuns dos projectos bem sucedidos.

Não utilizes o Crowdfunding para financiar um serviço

É muito difícil – para não dizer impossível – conseguires o financiamento para algo que os teus potenciais apoiantes não consigam tocar, ver ou ouvir.

Tu necessitas de ter um produto.

Mesmo projectos que procuram financiamento para um “serviço”, como por exemplo ajudar pessoas sem-abrigo, não pedem aos apoiantes fundos directamente para esta causa. Em vez disso, os promotores pedem ajuda para financiar um documentário em vídeo ou algo semelhante.

Quanto mais real, melhor: tu necessitas de ter um vídeo

Mesmo que o produto ainda não exista, cria imagens “mock-up” de qualidade para explicares a ideia. Quanto mais fácil for para o potencial apoiante visualizar o que tu queres fazer e como isso irá beneficiar o mundo, mais fácil será convencê-lo a financiar o teu projecto.

Se tiveres um protótipo, ainda melhor – faz um vídeo.

Eu fiz uma longa pesquisa no Kickstarter e posso dizer-te que os projectos bem sucedidos tinham TODOS um vídeo de apresentação. É por isso que é OBRIGATÓRIO fazeres um vídeo. Texto e imagens não são suficientes para convencerem os potenciais apoiantes.

Tens que oferecer recompensas atractivas

Crowdfunding não é um empréstimo. Os teus apoiantes não irão receber o dinheiro de volta; apenas irão receber a recompensa que prometeste.

Isto significa que tens que oferecer aos teus apoiantes mais do que o brilho de eles contribuírem para uma causa social. Terás que oferecer “freebies”, produtos personalizados, e a primazia de eles terem acesso em primeira mão às novas funcionalidades.

Lembra-te que embora um apoiante apenas coloque 25€ à tua disposição, mesmo assim, é um investimento, e por isso tu terás que vender a tua ideia.

O lançamento do teu pedido de Crowfunding é apenas o começo

Assim que a tua página de projecto estiver online, poderás maximizar as tuas chances de sucesso se seguires os seguintes conselhos:

  • Não percas de vista os comentários. Responde com rapidez aos comentários e perguntas que forem colocadas, pois isso irá gerar mais interesse pelo projecto e irá atrair a atenção dos teus potenciais apoiantes. Terás que dar a máxima prioridade às respostas aos comentários.
  • Muda o título “$0 from 0 backers” ASAP. Como em qualquer leilão, o que mais custa é ter o primeiro apoiante – pois ninguém quer ser o primeiro. Por isso, antes de teres a página online, fala com os teus amigos e familiares para serem os primeiros a apoiarem. Depois, logo que a página esteja online, não percas tempo e informa-os para que concretizem o apoio. Assim, irás conseguir mudar logo no primeiro dia o título irritante de “$0 from 0 backers”.
  • Suporta o teu próprio projecto. Tens que mostrar que estás empenhado no projecto a 100%. Se tu próprio não colocas dinheiro no teu projecto, então porque é que os outros o farão? Tu deverás investir uma quantia significativa para mostrares aos outros que estás seriamente comprometido com o teu projecto.
  • Mantém os apoiantes informados. Deverás publicar regularmente sobre o teu projecto de modo a manteres os teus apoiantes informados sobre a sua evolução. Isso irá aumentar a confiança na tua campanha e irá encorajar novos potenciais apoiantes a aderirem à tua causa. Não te limites à actualização da tua página de “Crowdfunding”; utiliza também as redes sociais (Facebook, Twitter, …).
  • Nunca deves parar de agradecer. Se alguém gosta do teu projecto o suficiente para colocar dinheiro no teu bolso, diz “obrigado!”. É algo que significa muito para os teus apoiantes.

Como começar – as principais plataformas de Crowdfunding

Desde o lançamento em 2008 do Kickstarter que o mercado de Crowdfunding evoluiu muito.

Hoje em dia assiste-se a uma verdadeira explosão de plataformas online disponíveis, quer competindo directamente com o Kickstarter, quer dedicando-se a um nicho de mercado, tais como produção de filmes, música ou tecnologia.

Para que possas ter uma lista útil para negócios online, em seguida indico-te as plataformas activas que estão relacionadas com negócios ou start-ups – se tiveres um nicho de mercado, poderás facilmente pesquisar na internet outras plataformas disponíveis.

  • Kickstarter. Foi a primeira plataforma de Crowdfunding a ser criada. Hoje é uma “plataforma para projectos criativos” – a maior – mas está apenas disponível para cidadãos Americanos. Tem um modelo “tudo ou nada”, ou seja, os projectos que não conseguem o mínimo de financiamento definido pelo empreendedor não seguem em frente. Isto significa que o empreendedor não fica preso, ou seja, não será obrigado a lançar o projecto sem o dinheiro suficiente, e os apoiantes não irão despender o dinheiro num projecto que está sub-financiado – este modelo tem claros benefícios para ambos os lados, mas nem todas as plataformas funcionam desta maneira, por isso, se isto é importante para ti, verifica primeiro como funciona a plataforma de Crowdfunding que escolheres.
  • Indiegogo. Uma boa mistura de projectos de criatividade, arte, saúde e tecnologia. Ao contrário do Kickstarter, está aberto a cidadãos fora dos Estados Unidos, mas é um pouco complicada de usar – a estrutura de preços é confusa!
  • Seedrs. Permite aos empreendedores conseguir o capital inicial e oferece aos apoiantes a possibilidade de investirem em património e opcionalmente terem um mentor. Os níveis de investimento podem ir de £10 até £150 000. Os projectos tendem a ser mais na área das tecnologias.
  • Fundable. Semelhante ao Seedrs, mas com mais projectos na área da música e web.

Mais inspiração e recursos

Uma história inspiradora é a de Casey Hopkins que conseguiu $1.5 milhões através de Crowdfunding para melhorar a “dock” do iPhone. Queres saber como ela conseguiu isso? Lê aqui a história contada por Laurel Papworth: Crowdsourced Funding: How to ask for $75K but get $1.5million.

Na wikipédia, em kickstarter, poderás ver estatísticas e tendências por categoria e assim saber quais as que conseguem mais fundos e quais os montantes financiados.

Apresento-te ainda alguns artigos interessantes:

Será que me esqueci de alguma plataforma ou recurso de Crowdfunding importante? Envia os teus comentários utilizando a secção em baixo.

Carlos Rodrigues

Director de Marketing / Gestor de Marketing Digital

©Marketing Digital Portugal, Leiria

Anúncios
Posted in: Empreendedorismo