Que fazer com Likes no Facebook

Posted on 25 de Setembro de 2013 por

1


Que fazer com Likes no Facebook para negócio online

O que vais fazer com todos os “Likes” no Facebook?

Estás todo orgulhoso pelo trabalho de atracção de fãs para a tua página no Facebook. Conseguiste milhares de “Likes”, mas em que é que isso está a contribuir para o sucesso do teu negócio online?

Porque é que muitos marketers das Redes Sociais continuam impressionados pelo número de fãs e seguidores, e outras métricas do género, que não levam a lado nenhum?

Sou um fã de dezenas de locais, lojas e restaurantes que nunca visitei. Penso no “city tour” que sempre quis fazer. Ou penso naquela loja de venda de produtos exóticos, muito atractiva, mas que ainda não tive oportunidade de visitar. Há ainda a dúzia de restaurantes recomendados que estão na minha “short list” para visitar um dia.

Sou um daqueles potenciais clientes de todos estes locais e adoro que as Redes Sociais tornem fácil o contacto com todos eles. Mas, não sou cliente de nenhum desses estabelecimentos – pelo menos, por enquanto. Nesse ponto o meu “like” não significa nada para esses negócios – e para ser honesto, o meu Twitter “follow” significa ainda menos.

Algumas organizações não governamentais ou sem fins lucrativos lançaram campanhas no Facebook conhecidas como “slacktivism” ou “revolução de sofá”, devido ao facto de, em geral, as acções e campanhas por elas lançadas nas Redes Sociais produzirem pouco ou nenhum resultado prático efectivo, dado as pessoas participam apenas para mostrar encorajamento ou aliviarem a sua consciência. Basicamente, a ideia consistiu na alteração da fotografia de perfil no Facebook para suportar uma causa, como por exemplo, doar dinheiro ou tempo.

Este ano, a UNICEF lançou uma grande campanha no Facebook que cortava verdadeiramente o coração.

Campanha de UNICEF no Facebook conhecida como “slacktivism”

Campanha de UNICEF no Facebook

Talvez o anúncio te faça sentir um pouco culpado. Mas quando a tua missão é salvar a vida de crianças, podes ser mais explícito na defesa da tua causa do que seria recomendado se fosses uma marca normal. E a UNICEF pôs em palavras o que qualquer responsável pela gestão da presença de uma marca nas Redes Sociais tem que saber: Os “likes” no Facebook e os “followers” no Twitter não são um substituto da verdadeira acção!

De facto, em nada contribui, por si só, o número de “likes” de uma página no Facebook”. Significa somente a criação de um “potencial”. Se criares uma boa campanha de marketing nas Redes Sociais, ela pode trazer reconhecimento para a tua marca, criação de reputação do teu negócio online e coloca-te em frente dos potenciais clientes certos. Mas uma campanha eficiente de Marketing nas Redes Sociais tem que ir para além disso: tem que assegurar que transformas todo esse potencial em acção, isto é, tem de converter potenciais clientes em clientes reais!

Portanto, a tua campanha de Marketing nas Redes Sociais – e base de fãs – tem que estar pronta para transformar o “potencial” em acção. Estás pronto? A seguir explico o que tens que fazer.

Atrair o tipo de atenção correcta

Quando trabalhas exaustivamente na tarefa de “reconhecimento da marca”, podes querer esse reconhecimento a qualquer preço, e poderás querer fazer todo o tipo de coisas malucas que atraia a atenção das pessoas. Podes pensar que não interessam os meios para atingires o objectivo de chegar ao maior número de pessoas possível!

Mas nem todo o reconhecimento de marca é criado da mesma maneira. Se conseguires a atenção de muita gente nas Redes Sociais, os teus fãs podem pensar que és um génio, mas ao nível de especialista das Redes Sociais. Mas, é esse o tipo de reconhecimento que necessitas?

Na tua campanha de Marketing nas Redes Sociais, assegura-te que as pessoas falam de ti pelas razões correctas.

Mantem as pessoas agarradas à tua marca

Um fã no Facebook ou um seguidor no Twitter não significa muito ainda – mas é um começo. Ambos abrem a porta a uma futura relação que tu terás que alimentar. Partilhar o conteúdo do teu website ou blogue. Coloca perguntas. Revela a tua personalidade aos teus fãs. É o primeiro passo para estares perto de entrares em acção.

Optimiza para a acção

E que acção realmente importa? Cabe a ti decidir. Define a acção que realmente queres que os teus seguidores ou fãs façam. Pode ser visitarem o teu website, irem para a tua loja online, doarem dinheiro ou simplesmente subscreverem a tua newsletter – tu é que decides a acção que realmente interessa.

Logo que tenhas decidido que acção interessa, podes começar a optimiza-la criando conteúdo mais adequado para a suportar. Isto é o começo da tua estratégia de Marketing nas Redes Sociais!

Mede o que interessa

Não tens que parar com a medição dos likes e followers. Esses números são bons para medir o progresso ao longo do tempo e mesmo para analisares padrões que identificam o que atrai a tua audiência. Apenas não consideres essas métricas como as estrelas do espectáculo. Em vez disso, foca-te na medição do que realmente interessa!

O potencial das redes sociais é virtualmente inlimitado. Só que todos os fãs e seguidores da tua página no Facebook ou conta no Twitter não fazem as coisas acontecer. Então, o que vais fazer com eles?

Irina Portugal / Analista de Media Social

© Marketing Digital Portugal, Leiria

Anúncios