Como Melhorar Conteúdo Base

Posted on 7 de Maio de 2013 por

6


Conteúdo de Base, imagem de Destaque

Como Melhorar o Conteúdo de Base

O Marketing Digital de Conteúdos é usado pelas empresas e marcas para atraírem potenciais clientes para os seus negócios online. Neste artigo vou falar-lhe em particular sobre um tipo de conteúdo, o conteúdo de base, e vou explicar-lhe como usar algumas formas criativas de melhorar esse conteúdo. Vou explicar-lhe ainda como adicionar valor e melhorar a experiência dos seus potenciais clientes. Isto tudo para que possa atrair um maior número de pessoas, para que os seus esforços se traduzam em mais vendas e alcance o sucesso no seu negócio online.

Vimos anteriormente os pontos essenciais sobre marketing digital de conteúdos e o que deve considerar quando iniciar a geração de conteúdo para o seu website. O principal objectivo é aumentar o tráfego do seu website e transformá-lo numa máquina de vendas.

Expliquei que o marketing digital de conteúdos é fundamental para atrair clientes para o seu negócio online, e disse-lhe que havia dois tipos de conteúdos: conteúdo de base e conteúdo de comunidade. Apresentei-lhe a Zappos, um exemplo de como empresas e marcas atraem os clientes utilizando o marketing digital de conteúdos, isto é, a Zappos sabe como construir conteúdos que adicionam valor para o seu público.

O conteúdo de base é aquele que está sempre presente no seu website, isto é, é obrigatório, como por exemplo, as suas páginas “sobre nós”, “produtos e serviços”. É um conteúdo inerentemente de autopromoção, e que, por isso, para atrair clientes, tem que o empacotar com muito valor lá dentro.

Marketing Digital de Conteúdos: melhorar o seu conteúdo de base

De modo a melhorar o seu conteúdo de base, comece for fazer uma auditoria ao seu conteúdo actual. Quando estiver a auditar o seu conteúdo de base, verifique se ele tem algum valor para a sua audiência ou se é apenas para falar sobre si. Obviamente o seu conteúdo de base é autopromocional (e por isso faz parte do seu website), e é claro que tem que comunicar o que faz ou vende, mas ainda assim tem que focar-se no cliente e naquilo que ele está a vivenciar.

Mesmo nas suas páginas “sobre nós” ou “políticas da empresa”, tem que utilizar formas criativas de melhorar a experiência do seu potencial cliente e tem que acrescentar valor. Deve pensar no seguinte:

  • O seu porquê. Já pensou no “seu porquê”? Foque-se na sua paixão e no que o torna único na sua área profissional. Porque é diferente dos seus concorrentes? O que é que gosta de fazer? Tenha bem presente o que faz bem e porquê, e depois faça disso a descrição de si próprio.
  • O seu cliente. Quem é exactamente o seu público-alvo (lembre-se que o mundo inteiro não é a sua audiência). Desenvolva “pessoas”, os seus clientes típicos. Conheça esses membros “semi-fictícios”, típicos da sua audiência, e tenha-os na sua cabeça quando estiver a rever o seu conteúdo.
  • Os seus desafios. Quais os desafios que a sua audiência tem? Defina as “dores” da sua audiência e depois assegure-se que o seu conteúdo tem respostas para as mesmas.
  • Onde está o seu cliente-alvo. Quando visita a sua página, em que estágio do funil de vendas está o seu cliente-alvo? De modo a proporcionar a melhor experiencia possível, o seu conteúdo tem que estar sincronizado com o estado actual do seu cliente-alvo.

No conteúdo de base, tem que balancear o “tudo sobre mim” com o valor que melhor serve os seus clientes. Em vez de ter uma página com alguns parágrafos de texto e pontos como estes:

Mau exemplo Conteúdo de Base - marketing de conteúdos

Mau exemplo Conteúdo de Base

A informação textual deve ser complementada com vídeos, artigos, estudo de casos (case studies), infográficos e depoimentos de clientes:

Bom exemplo de Conteúdo de Base - marketing de conteúdos

Bom exemplo de Conteúdo de Base

Estas simples modificações irão fazer uma grande diferença no número de clientes que irá conseguir atrair para o seu website:

Conteúdo de Base aumenta número de visitas - marketing de conteúdos

Conteúdo de Base aumenta número de visitas

Integrar valor no conteúdo de base é efectivamente duas coisas:

  1. Satisfazer a intenção do utilizador. O propósito do seu conteúdo de base é converter. Se não oferecer mais do que alguns parágrafos, irá perder a oportunidade de venda. Lembre-se que tem pouco mais do que 30 segundos para convencer o seu potencial cliente.
  2. Experiência do Utilizador. Assegure-se que oferece a melhor experiência possível ao utilizador e que é consistente ao longo do website, blogue e redes sociais, bem como nos seus esforços offline (por exemplo, na sua loja física).

Quanto mais valor proporcionar com o seu conteúdo de base, mais atractiva será a sua empresa ou marca; quanto mais confiança criar, maior será a receptividade do seu cliente-alvo que está no outro lado pesquisando na Internet. Mais uma vez, trata-se de falar menos de si e mais sobre o que os seus clientes querem.

A chave é balancear o seu conteúdo de base com algum conteúdo de comunidade e assim irá conseguir conquistar os seus clientes.

No próximo artigo irei continuar com este tema, e irei escrever sobre o outro tipo de Marketing Digital de Conteúdos, o conteúdo de comunidade.

Com este artigo, saberá um pouco mais sobre como definir a sua estratégia de marketing digital de conteúdos e como poderá atrair mais clientes para o seu negócio online. Como vai a definição da sua estratégia? Partilhe comigo e poderei dar-lhe a minha opinião. Para isso, utilize em baixo a secção de comentários.

Ruben Lisboa / Analista SEO

© Marketing Digital Portugal, Leiria

Anúncios